Passagem de idoso

Até agora, escondi de mim mesmo, mas, reconheço: tô ficando velho mesmo! Não há mais como esconder! Foi bem assim, sem tirar nem pôr… Estava em São Paulo, fui à Rodoviária e reservei “passagem de idosos” para o dia 28 de março às 22h… Até aí, nada demais… E fiquei tranquilo, vivendo meus dias e pensando na hora de voltar… Já me imaginava saindo da capital, segunda-feira às 22h e chegando em meu cafofo depois da meia-noite… Mas, ai de mim!
No dia 28, à tarde, bem depois das dez, de malas prontas, resolvo olhar minha passagem e então percebo o engano que havia cometido… Minha passagem estava marcada para as 10 da manhã e não para as 22 como eu pensara até então! Chamei minha filha para examinar o bilhete comigo, ela olhou, olhou e não teve dúvidas: “claro, pai, 10h01 é de manhã mesmo, o que o senhor esperava?”
Não satisfeito, decidi ir à Rodoviária. Talvez a moça do guichê quebrasse um galho e resolvesse meu problema, né? Minha filha foi comigo… Na bilheteria, a moça não teve dúvidas: claro, meu senhor, tá tudo claro, essa passagem era para hoje às 10h, mas, o senhor perdeu… Ainda tentei consertar a encrenca, mas…” E você não tem aí uma passagem para hoje, eu preciso voltar, vê se me ajuda, filhinha…”. Ao que ela respondeu: sinto muito, senhor, a passagem mais próxima agora só para o dia 02 às 13h… Eu não posso fazer nada!
Fazer o quê, né? Assinei um passe para o começo de abril… O meu consolo é que aproveitei mais alguns dias em companhia de minha filha… Mas, se eu tinha dúvidas sobre já estar ficando velho, agora, não tenho mais: tô ficando velho sim e já confundo até passagem!
Preciso ficar esperto! Vai que amanhã eu esteja com uma passagem marcada para Vênus! Perder a hora de uma Maria-fumaça-atômica-intergalática vai ficar complicado, né?

Últimas

Cidade tem 25 mortes em sete dias e UTIs estão 100% lotadas

Cidade registra 24 mortes em apenas dez dias

Os primeiros dez dias do mês de junho registram uma marca preocupante, a cidade confirmou 24 mortes em decorrência da Covid-19 e 579 novos casos. Nesta quinta-feira, dia 10, o...

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

A modelo e estudante de fisioterapia Bruna Campos denunciou uma situação de racismo que sofreu durante uma oferta de trabalho. Ela combinava, pelo whatsapp, detalhes de um trabalho freelancer que...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga