Piscina ou Aquário

Michele é universitária. Está fazendo o seu último ano de Letras. Gosta de pesquisar e trabalhar com as palavras. Outro dia ela notou que usamos piscina no lugar de aquário e aquário no lugar de piscina. A palavra piscina, explicando, vem do vocábulo latino “pisces” que deu origem a palavra peixe. Aquário vem da palavra latina “aqua”, água, portanto o que chamamos de piscina deveria se chamar aquário.
Ela esteve na igreja e o pregador disse, numa eloquência invejável: – Irmãos, sejamos caridosos, pois o apóstolo Paulo afirmou que a caridade é eterna. ( I Cor. 13:8)
Ela agiu, como os bereianos, e foi examinar o texto citado e leu: “O amor jamais acaba.” Ficou mais confusa ainda. Foi procurar o Rev. Moacir Lobato e ele, com a experiência que tem, disse: Por influência da Vulgata Latina as traduções mais antigas verteram a palavra “ágape” (amor) por caridade. Hoje, como o termo caridade tem o sentido de doações de esmolas, cuidado pelos pobres, enfermos e órfãos, a preferência é para o termo “amor” como tradução do termo grego “ágape”.
O amor é eterno, porque Deus é eterno. O apóstolo João, que é conhecido como a águia do entendimento e a fênix do amor, disse: “Deus é amor”. Deus é eterno, portanto o amor também é eterno. O amor é a essência divina. O apóstolo ainda afirma que “aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.
O catecismo de Westminster assevera que “Deus é espírito, infinito, eterno e imutável em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade. Se Deus é eterno e o amor faz parte de sua essência, logo o amor é eterno.
O amor é uma virtude divina e se temos Deus no coração, devemos amar, fazendo caridade, que é seu fruto. A caridade, no sentido mais restrito da palavra, tem uma nobre história no judaísmo e no cristianismo. No judaísmo os pobres, órfãos e estrangeiros tinham o direito de respigar o cereal, a uva e a azeitona.(Le. 19:9,12; 23:22; Deut. 24:19
A função de diácono surgiu para fazer caridade. As igrejas gentílicas doaram uma oferta substancial para ajudar os cristãos de Jerusalém. (I Cor. 16:1 a 3)
O apóstolo Paulo, discorrendo sobre a excelência do amor, concluindo disse: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior de todos é o amor.” (I Cor. 12:31). Deus é amor e foi pelo amor que ele nos salvou da perdição eterna. O amor faz parte da essência divina, portanto que ama é de Deus.
A caridade, no sentido moderno e restrito da lei geral do amor, é uma prova da regeneração e da espiritualidade, porém só a graça divina pode nos salvar.

Últimas

CORREIO POLÍTICO 1012

CORREIO POLÍTICO 1012

Presidente Lula na região Na próxima terça-feira, dia 23, o presidente Lula estará na nossa região, em visita ao Campus Universitário Lagoa do Sino, da Universidade Federal de São Carlos...

Curso superior gratuito paralisa sua expansão

Curso superior gratuito paralisa sua expansão

Nos últimos oito anos, a expansão dos cursos gratuitos de graduação da Fatec e do IFSP foi paralisada em Itapetininga. No período, ex-prefeita Simone Marquetto (MDB), que governou a cidade...

Justiça Eleitoral paulista fará transmissão de boletins de urna por satélite nas Eleições 2022

TSE divide R$ 4,9 bi a 29 partidos políticos

Com R$ 4,9 bilhões, o Fundo Especial de Campanha já tem o destino certo dos valores para cada partido político no Brasil. Como já era projetado, o PL e o...

Instalação de curso  de Medicina é marco

Instalação de curso de Medicina é marco

A educação de nível superior registrou um forte avanço na gestão Simone Marquetto com a abertura do curso de Medicina do campus da Universidade São Caetano do Sul (USCS). A...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.